Especial!

e7884-rogerio_ceni01

Dos 123 gols marcados pelo maior goleiro artilheiro do futebol mundial, alguns, certamente, são mais memoráveis para a torcida são-paulina. Foi diante do Santos, adversário do Tricolor neste final de semana pelo Campeonato Brasileiro de 2014, que o camisa 01 anotou um dos mais belos e importantes gols de sua vitoriosa carreira.

Na decisão do Campeonato Paulista de 2000, o M1TO cobrou falta com perfeição e marcou o primeiro gol do Tricolor na final, que mais tarde com o empate por 2 a 2 o time são-paulino conquistaria o título estadual daquele ano. A batida foi perfeita! A bola passou pela barreira e, com estilo, explodiu no travessão antes de ultrapassar a linha e bater o goleiro Carlos Germano, que nada pôde fazer.

No jogo de ida, que terminou com vitória do São Paulo por 1 a 0 com gol de França, o Tricolor atuou com Rogério Ceni, Belletti, Edmílson, Rogério Pinheiro e Fábio Aurélio; Maldonado, Vágner, Raí (Fabiano) e Marcelinho Paraíba (Sandro Hiroshi); Edu (Souza) e França. Já os santistas foram escalados com Carlos Germano, Baiano, André Luís, Claudiomiro e Rubens Cardoso; Ânderson Luís, Rincón, Valdo e Robert (Eduardo Marques); Valdir (Dodô) e Caio (Deivid). Técnico: Giba.

Na volta, novamente no Morumbi, o então técnico são-paulino Levir Culpi montou a equipe com: Rogério Ceni, Belletti, Edmílson, Rogério Pinheiro e Fábio Aurélio; Maldonado, Vágner, Marcelinho Paraíba e Raí (Fabiano); Edu (Carlos Miguel) e Evair (Sandro Hiroshi). Além do gol do M1TO, Marcelinho Paraíba balançou as redes e contribuiu para a conquista do troféu do Paulistão.

Vale lembrar que o capitão já marcou quatro vezes sobre o Santos. Foram três gols de falta e um de pênalti. E quem sabe, com a pontaria afiada de sempre, Rogério não consiga marcar neste domingo (23) e escreva mais um capítulo em sua vitoriosa história…

Fonte: Site Oficial

18 comentários

    • Meio campo equilibrado e qualificado.
      Dois excelentes volantes e meias (Marcelinho na melhor fase e rai).
      Além do França no ataque.

  1. Edu (Outro que veio da base ou Júniores como preferirem) jogou muito neste campeonato, fez um golaço espirita nos travecos na semifinal, ainda bem que o técnico não era o Muricy.

    Fábio Aurélio (Outro que veio da base ou Júniores como preferirem) jogou muito também, ainda bem que o técnico não era o Muricy.

    Wágner era cracaço de bola, desfilava seu talento no meio campo, até hoje eu não sei se ele era volante ou meia, coitado do Rincón, foi humilhado várias vezes por ele, teve um jogo que chegou a tomar 2 canetas em sequência, ficava procurando o Wágner e não achava, tanto que depois de alguns jogos nem ia pra cima do Wágner, deixava o Wágner passar numa boa.

    Marcelinho Paraíba estava voando, jogou muito e mais um pouco.

    França era craque, coisa rara em centro avante, foi o atacante que mais se aproximou do cracaço Careca, jogava fácil, fazia gols como se tivesse chupando manga, esse se tivesse voltado para o São Paulo com certeza teria batido o recorde do Serginho Chulapa.

  2. Do outro post:

    ———————————————————————————————–

    Takei
    22 de novembro de 2014 às 22:16

    A força do SP esta na sua grandiosidade e na paixão de sua imensa torcida.

    http://spfc.terra.com.br/news.asp?nID=125817

    ————————————————————————————————

    VITÃO/SPFC/THE BEST
    23 de novembro de 2014 às 00:27

    Impressionante.

    Isso por que o time praticamente não tem mais chances de titulo no Brasileirão, imagine se tivesse?

    É como eu já disse, a torcida do São Paulo é maior que a do Cúrinthia em todos os estados brasileiros com exceção do Paraná e São Paulo (Se é que ainda é menor, né?) e ganha até da torcida do Flamengo em alguns estados.

    • Vitão, essa da torcida no NE ser tricolor em maioria é feeling ou alguma pesquisa ?
      Sempre achei (feeling) que FLA ganhava disparado.
      Pesquisas mostravam que nos jovens o tricolor estava em vantagem. Se o marketing não alardeasse tanto e fosse de mansinho e o time correspondesse a gente superaria em menos de 10 anos.

  3. Parece que o ETeimoso vai voltar a escalar 3 atacantes (Ademilson, Pato e Osvaldo).

    Auro e Boschilia vão jogar.

    A zaga terá Paulo Cachaça e Antonio Carlos, quem vai gostar disso é o Robinho e o Leandro Damião (Que pode aproveitar disto para tirar a zica).

    Não sei se é a escalação real, peguei na Globo.com, mas jogar com 3 atacantes e só 3 no meio campo contra um time que tem jogadores jovens, rápidos e habilidosos pode ser um risco.

    Já até sei quem ele vai crucificar se o São Paulo tomar gols ou perder:

    Auro e Boschilia.

  4. MassaTricolor
    23 de novembro de 2014 às 11:20
    Vitão, essa da torcida no NE ser tricolor em maioria é feeling ou alguma pesquisa ?
    Sempre achei (feeling) que FLA ganhava disparado.
    Pesquisas mostravam que nos jovens o tricolor estava em vantagem. Se o marketing não alardeasse tanto e fosse de mansinho e o time correspondesse a gente superaria em menos de 10 anos.

    —————————————————————————-

    Massa:

    Eu tenho uma Revista Placar de 1993, quando tínhamos uma Libertadores e um Mundial, antes do Bi-Mundial.

    Essa pesquisa foi feita no Brasil inteiro, foram meses de pesquisa, não foi pesquisa com 1.000 torcedores, foram muito mais, o objetivo era saber o número de torcedores de cada time e principalmente a torcida do seu time fora do seu estado de origem.

    O São Paulo ganhava do Cúrinthia em todos os estados brasileiros, com exceção do estado do Paraná e São Paulo.

    Tinha estados como o Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, em que a torcida dos travecos era insignificante, bem menos de 1%, e o São Paulo tinha ao menos 2% nestes estados.

    Na Bahia e Ceará, onde eu pensava que éramos minoria, tínhamos o dobro deles, em Recife ganhávamos até do Flamengo.

    Se essa pesquisa foi feita antes do Tri da Libertadores e Mundial e outros campeonatos como Recopa 94, Commebol 94, Supercopa 93, Sulamericana 2012, Tri-Hexa do Brasileirão, Paulistão e outros Torneios Nacionais e Internacionais, eu acho que a tendência é ter aumentado muito mais, concorda?

  5. o Fla tem uma torcida solida no NE porque a globo so transmitia jogos deles nas emissoras das rede, agora talvez mais democraticos na programacao vejo o tricolor subindo na preferencia popular – o povo as vezes sabe escolher o que eh melhor

  6. se a ideia eh poupar e com o maicon fora como escalar o time sem 3 atacantes? nao temos souza suspenso.
    nao gosto mas o osvaldo e o ademilson vao voltar e acompanhar os laterais do santos. o ideal mesmo seria ter mais um volante da base disponivel – joao schimit cade voce? gustavo H. cade voce? mas ai e esperar muito do treinador. requer planejamento!

    vi partes do jogo do atletico e da raiva pensar que perdemos varias oportunidades de dar mais cancha para a mulecada nesse campeonato. bom mesmo e trazer o dracena, ne’ treinador!!

    • O João Schimidt foi emprestado para o Vitória Guimarães de Portugal no meio do ano pois o Muricy não iria aproveitá-lo. Foi o mesmo caso do Tóloi no começo do ano. O Muricy descarta praticamente o atleta só que depois faz falta, veja o Souza jogando no sacrifício, o Hudson improvisado de lateral e os laterais de ofício jogado as traças.

      Depois ainda o treineiro tem a cara de pau de reclamar de elenco….

      • pois eh, so tava sendo meio ironico … a falta de planejamento eh gritante! mas nao eh so o tecnico – eh a diretoria tambem sem diretrizes definidas para o elenco. O maicon deveria ser vendido e o schimt promovido, o mesmo com o Osvaldo e Ewandro, e assim iria trabalhando a base!
        gosto muito do futebol do schimt – volante classico com excelente controle de bola e visao de jogo – tinha tudo para ser lapidado nesse campeonato – oportunidade perdida! Lembra daquele corintia e Sao Paulo no final do campeonato passado quando jogamos com reservas e juniores? o cara jogou um bolao!!

Deixe uma resposta