Mesmo longe, Lucas não esquece o Tricolor

Lucas
Há três anos, diante do Atlético-PR, o meia-atacante estreava na equipe profissional do São Paulo

Esta quinta-feira, 8 de agosto, é especial para o meia-atacante Lucas (Paris Saint-Germain-FRA) e para a torcida são-paulina. Há exatos três anos, o jogador que hoje defende as cores do clube francês estreava na equipe profissional do São Paulo e, assim, iniciava a sua trajetória vitoriosa no Tricolor. Diante do Atlético-PR, na Arena da Baixada, o então técnico interino Milton Cruz apostou na jovem revelação do CFA de Cotia e promoveu a entrada do atleta durante o empate, por 1 a 1, com os paranaenses.

De lá até o final da temporada passada, Lucas caiu nas graças do torcedor tricolor e, sempre com raça, honrou a camisa do clube. Nesse período, o camisa 7 conquistou a Copa Sul-Americana de 2012 e despertou o interesse do PSG. E mesmo longe do São Paulo, morando no Velho Continente, o jogador não se esquece da equipe do Morumbi.

“Hoje faz 3 anos da minha estreia como atleta profissional. Jamais me esquecerei do jogo contra o Atlético-PR, na Arena da Baixada. Agradeço todos os dias a Deus por tudo que venho conquistando e por colocar em minha vida pessoas maravilhosas que me ajudam e fazem parte dessa minha trajetória. E tem muito pela frente ainda, muitas coisas pra conquistar. Vou busca-las! #EuQueroEuPossoEuConsigo”, postou o jogador nas redes sociais.

Sempre que pode, Lucas visita o Centro de Treinamento da Barra Funda para rever os amigos que deixou no Tricolor. Durante as férias do calendário europeu, este ano, o meia-atacante também visitou o Centro de Formação de Atletas Laudo Natel, em Cotia, e matou as saudades dos tempos em que atuava nas categorias de base do São Paulo.

Fonte: Site Oficial

12 comentários

  1. No post anterior um rapaz escreveu sobre a torcida do São Paulo… há tempos tenho visto aqui no blog pessoas julgarem a nossa torcida, assim como ele fez, e pediu para não ser ofendido… difícil não ser ofendido de volta quando se ofende alguém…

    Além de outras torcidas fazerem isso com a gente, a própria torcida tb faz? Sinceramente… “modinha”? Qual time não tem torcedor “modinha”? “Modinha” quer dizer que só vai quando quer, ou seja, quando a equipe está bem, disputando finais… vivemos em uma democracia, graças a Deus, e cada um torce para quem quer e como quer… prefiro alguém que vai só em finais mas torcendo para o nosso tricolor querido do que torcendo para uma travecada da vida…

    Eu quase nunca tenho oportunidade de ir em estádios, moro em Goiânia, e as vezes tem jogo aqui no Serra, uma ou duas vezes por ano e ainda assim nem sempre nessas míseras duas vezes posso ir… mas acompanho sempre o São Paulo pela TV, assinei o PFC prá poder vê-lo sempre, e sempre torço, sempre me emociono, sempre fico nervoso, meus pais costumam dizer que eu não deveria mais ver jogo porque fico muito nervoso, xingando…

    Este é o meu jeito de torcer, tenho orgulho disso, e mesmo eu que conheço todos os jogadores do São Paulo e vejo pela TV, ou aquele que vai sempre aos estádios, ou aqueles que não sabem nem o nome do nosso goleiro, não interessa, são são paulinos graças a Deus e merecem mais respeito…

    • Concordo com vc.
      Eu ja cansei de ir em estadio tomar borrachada da PM, passar frio, transito, pagar fortunas pra flanelinhas…depois que a prefeitura tirou as barracas de pernil do entorno do estadio so fui mais 5 vezes, hoje so assisto pela TV, mas como vc comprei o PFC e não me considero menos torcedor do que quem vai ao estadio, mas sapiente das inumeras dificuldades impostas a cada um apoio e admiro quem vai, e desejo sempre ver o morumbi lotado, um alento sera o metro que deve em breve chegar bem perto do estadio, a estação Vila sonia vai ficar pouco mais de 1km do estadio e tenho certeza vai melhorar muito o publico do glorioso Morumbi.

      • Obrigado pelas informações, já fui algumas vezes no Morumba com meu pai, morávamos na capital, mas eu era pequeno, faz muito tempo, então não fico por dentro da atual situação logística para se dirigir ao Estádio… tendo em vista isso, mais um ponto positivo aos guerreiros torcedores são paulinos…

Deixe uma resposta