Ronnie Mancuzo - Sub

Por motivos variados, não pude preparar a coluna Sub Mundo nas duas últimas semanas.

Entretanto, mesmo se tivesse sido possível, o que será que eu conseguiria escrever?

Vivemos uma fase tão absurda que me fogem as ideias. Surge o desânimo. Fico a escrever e a apagar logo em seguida.

“Não está bom.”

É incrível como afeta nossa vida. É incrível como afeta nossa criatividade.

Como pode deixar nosso mundo tão bagunçado?

Claro que temos que aprender a separar as coisas. Amizades não devem ser desfeitas por causa de futebol. Ainda que eu tenha a resposta na ponta da língua sempre que corinthiano ou palmeirense vem me azucrinar, e ela geralmente costuma afetar o orgulho do rival brincalhão. Afinal de contas, com o Governo e a Globo ajudando, quem não? E, se já está na Série B, enquanto nós ‘ainda’ não caímos, por que se acha no direito de ‘zombar’ o Tricolor?

Enfim, essa gente que tem o poder decisório no clube vai descaracterizando tanto o São Paulo, que desanima manter aquela fidelidade em acompanhar os acontecimentos.
Conseguiram fazer muita gente perder até a vontade de torcer…

Todavia, é preferível uma torcida Indiferente que se preocupa do que uma Independente dependente, se o que esta última faz é gritar contra os jogadores e servir de escudo a Juvêncio.

Obviamente, nosso elenco é extremamente carente de qualidade. Há tempos. São anos de time abaixo do ideal.

E quem montou os últimos times?

Os mesmos que ainda permanecem no lugar, enquanto trocas e mais trocas foram feitas…

Existiram coisas boas, frutos do trabalho da atual diretoria, do atual presidente?

Existiram.

Porém, perdem cada vez mais seus valores a cada minuto que passa de bizarrice e falta de respeito.

Juvenal é o ser que mais desrespeita o São Paulo, atualmente.

‘Independente’ de tudo, até da Independente, ainda temos um campeonato para tentar ‘fugir do rebaixamento’.
E, ‘independente’ do que digam, eu me preocupo, pois os últimos acontecimentos só geram uma única certeza: Tá mais fácil pro time cair do que pra ser campeão do que quer que seja.

 

E a tal ‘corinthianização’, que muitos estão falando?

Corinthians virou São Paulo e São Paulo virou Corinthians???

Estaríamos felizes se tivéssemos agido como o Corinthians, ou seja, da forma mais suja e podre de todos os tempos, para obter os mesmos títulos que o time do governo conquistou nos últimos anos?

A comparação com o clube patrocinado pelo banco federal é feita em virtude do ‘suposto crescimento’ obtido por ele, enquanto que o São Paulo praticamente ‘andou pra trás’.

Sinceramente, nada semelhante às incontáveis falcatruas e crimes efetuados pelo Corinthians foi constatado (ainda) no São Paulo.
Portanto, mesmo estando ‘ridículos’ e ‘ridicularizados’ no cenário nacional, justamente por causa de episódios como o do churrasco, não acho que há uma ‘corinthianização’ Tricolor, tão profanada nos últimos dias.

Esquecem-se do fato de termos como um dos maiores criminosos do mundo o grupo formado por Corinthians, Globo e Governo Federal.

E mais… Ainda não caímos. Ainda não somos um ‘novo Corinthians’.
Ainda…

…ainda.

Sem contar que nossas conquistas mais importantes não são provenientes de acordos com o governo e uma das mais nocivas emissoras televisivas do mundo.

 

São-paulino, ainda há tempo para mudar o caminho que se segue.

Ora… se eu não acreditasse nisso, já teria parado de escrever sobre o São Paulo Futebol Clube.

Mas…

…vocês não têm ideia de como está sendo difícil…

 

Ronnie Mancuzo – Sub

 

A conversa das ‘Madame’…

Duas socialites conversando novamente:

_O meu marido me abandonou, me tratou como se eu fosse uma cachorra! Ele é um ingrato. Pois, graças a mim, ele é conhecido como O Milionário!

_Antes de casar com você ele não era milionário?

_Não, antes de casar comigo ele era Bilionário!

 

Flávio Venturini completa no dia de hoje seus 64 anos.

Com melodias maravilhosas, o mineiro de Belo Horizonte fez parcerias marcantes com grandes músicos brasileiros, dentre eles Milton Nascimento, Lô Borges, Beto Guedes e Renato Russo, e fez parte de grupos famosos, como o Clube da Esquina, O Terço e o 14 Bis.

E é dele o link de hoje… que a música traga a mensagem necessária à torcida e ao elenco Tricolor.

 

Mais uma Vez

Mas é claro que o sol vai voltar amanhã, mais uma vez, eu sei.

Escuridão já vi pior, de endoidecer gente sã.

Espera que o sol já vem.

Tem gente que está do mesmo lado que você, mas deveria estar do lado de lá.

Tem gente que machuca os outros.

Tem gente que não sabe amar.

Tem gente enganando a gente.

Veja a nossa vida como está.

Mas eu sei que um dia a gente aprende.

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo.

Quem acredita sempre alcança!

Mas é claro que o sol vai voltar amanhã, mais uma vez, eu sei.

Escuridão já vi pior, de ‘noitecer’ gente sã.

Espera que o sol já vem.

Nunca deixe que lhe digam que não vale a pena acreditar no sonho que se tem.

Ou que seus planos nunca vão dar certo.

Ou que você nunca vai ser alguém.

Tem gente que machuca os outros.

Tem gente que não sabe amar.

Mas eu sei que um dia a gente aprende.

Se você quiser alguém em quem confiar, confie em si mesmo.

Quem acredita sempre alcança!

 

Frase do dia:

“Nem todo bom aluno é um bom professor.”

Alberto Santos Dumont (Palmira, 20 de julho de 1873 — Guarujá, 23 de julho de 1932)