Coluna do Paulo Martins: A expectativa e a dura realidade

Da expectativa à dura realidade…

(Por trás das teclas, os bastidores da análise)

Dia de decisão. Recopa. Típica partida em que a vitória, por diversos motivos, valia mais que o título. Princípio (ou meio?) de crise, adversário quase em estado de graça.

Como sempre faço, parti para o meu “ritual”. Liguei o laptop, preparei a formatação do texto, e para terminar a “aclimatação”, li e reli no mínimo umas três vezes a sempre excelente preleção do LEANDRO. Depois, como sempre faço, deixei a imaginação ir até o vestiário número 1 do Morumbi, como se quisesse enviar “good vibrations”, sondar a alma dos jogadores e projetar nela os anseios de uma nação que sofre e que naquele momento solitário na sala de casa se resumia a mim.

Aliás, solidão, solidão, não. Porque o velho Jack, tal qual Sancho Pança à Dom Quixote, é meu fiel escudeiro, que além de servir para aplacar o frio das noites do “Condado dos Guarás”, faz baixar um pouco a ansiedade pelo tricolor mais lindo do mundo.

E “fui para o jogo”.

Alguns minutos de jogo bastaram: um clube que não tem um time!  O SÃO PAULO corria acéfalo. Desanimado. Desestruturado. Abalado. Sem fome. Na cancha, cedia posse de bola, o espaço, o jogo… Fora dela, cedia o protagonismo na história.

O SÃO PAULO que via sucumbia ao segundo tempo, às próprias pernas, muito antes do embate com o adversário. Enquanto os adversários voavam em campo, o SÃO PAULO trotava e o que se via dentro das quatro linhas era terra arrasada.  Em síntese: era um senhor baile, aquele que estávamos tomando.

Tendo o velho Jack como assistente técnico, eu tentava processar tudo aquilo. Tal qual um avestruz, engolia as frustrações, as provocações, o mau momento, o escárnio da imprensa que quase não conseguia disfarçar a satisfação. Dava para perceber que relatavam a situação com um sorriso nos lábios. Ia deglutindo tudo, uma coisa de cada vez…

Escribas documentam a história. Relatam. Às vezes, opinam. E era o que eu deveria estar fazendo, pois. Mas era a catarse tomando o lugar do instinto do ofício. E de todas as palavras que me vinham à minha mente, 90% era xingamento de baixo-calão e o resto era lamento. Fui tomado de assalto por um vácuo intelectual severo, não conseguia articular uma frase consistente sequer.

Recorri ao velho Jack. E entre um trago e outro (não foram muitos, claro!), ainda possesso, fui chamado à razão, pelo ofício, pelo dever e pelo prazer de escrever algo minimamente aceitável à comunidade de amigos e amigas tricolores do BLOG DO SÃO PAULO que tanto prezo e que não merece o meu destempero, o meu despreparo. E então a serenidade foi voltando, “coloquei a coisa no chão” e voltei às teclas. Foi quando a análise saiu, talvez ainda um pouco contaminada, mas saiu. Todavia, foi um parto. Do tipo a fórceps!

Foi uma noite terrível! Poderia cair no lugar comum de dizer que era daquelas “para esquecer”. No entanto sinto que a verdade nua e crua deva ir aos telhados: é daquelas noites para se lembrar para sempre. Maluco? Não. Explico: guardadas as devidas e monumentais proporções, deve ser algo como o “Memorial da Paz” em Hiroshima, um prédio que preserva em cada detalhe as consequências do primeiro bombardeio atômico da História. Para que olhemos para ela nos lembremos de nossos flagelos, que lições só se aproveitam se forem lembradas e para que nunca mais repitamos os mesmos erros. Humildade, serenidade e trabalho.

De tudo, resta inabalável a fé por dias melhores. Que certamente virão. Mas, como o escriba vem dizendo há algum tempo: ninguém passa impunemente pelo continuísmo!

FORÇA, SÃO PAULO!

PAULO MARTINS

A partir de hoje, 19/07/2013, Paulo Martins, além de ser o responsável pelas análises pós jogos, fará parte de nosso quadro de colunistas do Blog do São Paulo. Seus textos irão ao ar todas as sextas ao meio dia. Hoje, excepcionalmente, sua coluna foi publicada as 18:00.
Seja bem vindo, amigo!

121 comentários

  1. sensacional coluna Paulo! Parabéns!

    Além de excelentes análises, que proporcionam “ver” o jogo mesmo para quem não assistiu, você escreve muito bem!
    Agora as sextas-feiras tem um colunista a altura deste tão aguardado dia da semana!

    Agradeço pelo elogio e lembrança a minha pessoa nas preleções! Esta semana msm pensei o mesmo, que não conseguiria fazer uma preleção legal, pois não conseguiria separar a crise do SP, e bombardearia o JJ e cia limitada. Por isso, pedi p/ alguém mais sensato fazê-la amanhã. O Edu Reis se colocou a disposição (aproveito pra te agradecer, Edu) e amanhã, se Deus quiser, a preleção dele vai ser pé quente e voltaremos a vencer!

    • Leandro, eu é que agradeço por tudo aqui que vocês do BLOG e os leitores dividem comigo neste espaço! Obrigado pelas palavras e pelas preleções que escreve antes dos jogos. Não há nada melhor do que elas para entrar no clima das partidas!

      Escrever é um desafio constante. Eu imagino o seu dilema porque eu passo pela mesma situação. As vezes acham que a gente escreve sem ter envolvimento emocional algum, o que não é verdade.

      Enfim, parabéns pelo trabalho que você vem desenvolvendo.

      E obrigado pelas palavras!

      Abraço

  2. pelo q to vendo, amanhã nosso melhor jogador atualmente começará no banco…
    não da pra entender! Pelo menos o Juan ta fora do time

  3. Isso não é simplesmente um texto, uma coluna…é uma crônica, e das melhores.
    Maravilhosa.
    Para ler e reler.
    Se o Jack te fez companhia, para mim foi o Real Companhia Velha…

    • Obrigado pelas palavras, caro amigo PB!

      Escrever é complicado. E para leitores qualificados como os do BLOG, se torna um desafio e tanto. Fico feliz por ter gostado. O intuito é oferecer um entretenimento de qualidade. Espero que eu esteja ao menos próximo do nível que vocês esperam.

      Ah sim… Real Companhia Velha… Ótima companhia, também… hehehe

      Abração!

  4. Se eu fosse jogador chegando no SPFC agora, iria chegar com personalidade… Se fosse o Castan por exemplo: “Sempre tive o sonho de vestir a camisa do clube mais poderoso do mundo”, só pra cair na cabeça dos Travecos e dar moral pro grupo.

  5. Paulo Martins disse:
    19 de julho de 2013 às 18:47
    hahahahahaha

    Ri muito aqui agora, PB… Muito mesmo! hahahahaha
    ———————————————————————————————
    Paulão, juro que achei que era um cachorro.
    Se mais pra frente voce não falasse “entre um trago e outro” eu estaria até agora pensando em qual era a raça do bicho…rsrs
    Iriaa pagar o maior mico te perguntando…

  6. PB disse:
     19 de julho de 2013 às 18:52

    Paulão, juro que achei que era um cachorro.
    Se mais pra frente voce não falasse “entre um trago e outro” eu estaria até agora pensando em qual era a raça do bicho…rsrs
    Iriaa pagar o maior mico te perguntando…
    ————————————————————————————————

    Pois é… Não fosse o “santo trago”, seria uma tragédia para nós dois!
    hahahahahahahahaha

  7. Satisfação enorme termos Paulo Martins como colunista!
    Se já não bastassem as análises, agora teremos ainda mais qualidade com textos que certamente nos trarão conteúdo de gigantesca qualidade às sextas-feiras!

    Quanto ao texto de ‘inauguração’, é quase um martírio escrever o que o São Paulo de hoje é sem acabar utilizando palavras pesadas e deveras tristes. Tanto que às vezes me vejo pensando que não se trata de São Paulo, não… que é outra coisa. Que o verdadeiro São Paulo Futebol Clube está numa excursão fora desta dimensão, desta realidade…

    Enfim, tenho certeza que teremos muita qualidade nos trabalhos do novo colunista…

    Seja muito bem vindo, amigo!!!

    • Poxa Sub, voce está sumido
      Duas semanas sem a sua coluna.
      Voce é um dos pilares do blog, usuário antigo, colunista mais do que respeitado.
      Não some não.

  8. Paulo, parabéns pela coluna,simplesmente sensacional,em especial esse trecho:

    “Alguns minutos de jogo bastaram: um clube que não tem um time! O SÃO PAULO corria acéfalo. Desanimado. Desestruturado. Abalado. Sem fome. Na cancha, cedia posse de bola, o espaço, o jogo… Fora dela, cedia o protagonismo na história.”

    Confesso que quase fui as lágrimas.

    • Caraca, DAN…

      Quem escreve, sempre tem o objetivo de atingir o leitor e ser compreendido naquilo que intentou fazer. E eu acabei de ter essa constatação agora.

      Obrigado!

      Ganhei o dia… Valeu mesmo! 🙂

  9. E não tive dúvida alguma quando citou o velho Jack…
    rsrs
    Pingaiada reconhece pingaiada..
    hahahahahha
    Ainda que eu vá mais de Domecq, ou de Campari.. ou de Baron d’Arignac.. ou de Stella… menos de Heineken latinha, quente e vencida…
    Isso é pro Colturato.

  10. PB disse:
    19 de julho de 2013 às 19:21 (Editar)
    Poxa Sub, voce está sumido
    Duas semanas sem a sua coluna.
    Voce é um dos pilares do blog, usuário antigo, colunista mais do que respeitado.
    Não some não.
    —————————————————
    Fala, amigo PB!
    Então, velho.. tenho tido alguns contratempos que me fizeram ficar mais longe daqui. Também tenho focado bastante em meu trabalho, tentando realizar o melhor possível, diferente da diretoria Tricolor…
    rsrs
    Dizem que funcionário público não trabalha.. mas, rapaz… estou satisfeito com meu rendimento! Espero em breve deixar muita gente feliz com o resultado de meu esforço.
    Agradeço às sempre boas palavras, PB! O mais complicado de ficar longe do Blog é não poder interagir com os vários bons amigos que fiz aqui.

  11. Boa noite!

    O Gestorrrrr disse que hoje não é dia de contratar ninguém…que gostem ou não…temos Gestorrrr….e o Gestorrrr…disse que seria o Autuori….e agora disse que não vem ninguém…porque nós temos Gestorrrrr…

  12. PM, suas palavras relatam todo o seu amor ao nosso SP, tenho certeza que muitos de nós sentiram tudo isso que você conseguiu relatar brilhantemente. Parabéns!!!

    Quanto ao Jack,primeiro pensei que fosse um cobertor, depois, cigarros, aqui na minha terra, “tragar” é sinônimo de fumar, mas o velho Sub, esclareceu que é uma boa bebida. Ai sim!!!

  13. Paulo Martins disse:
    19 de julho de 2013 às 19:24 (Editar)
    Valeu, Sub!

    O elogio, vindo de quem vem, me deixa extremamente honrado. Espero que eu possa ter, às sextas, ao menos um pouco da competência que você tem às terças.

    Abração!
    ————————————————————
    Certamente terá, se não for ainda maior!
    Competência sempre demonstrou. Seu vocabulário é ótimo e consegue deixar muito bem claro o que pretende quando escreve!
    O que escrevi não é elogio. É uma constatação muito fácil de se ter quando se lê seus textos.
    🙂

  14. Chegou!!!!

    Acabei de saber que um vôo vindo da China acabou de descer em SP e o primo irmão do cunhado do Zizao está nele…

    É agora que Juvenal dá o troco na Gambazada..eles tem Chinês e nós não..isso não pode ficar assim….boa Juvenal…começamos a igualar o jogo!!

    • Pior que a cópia anda até muito mais barata, a ponto de não vir um chinês… ……. veremos um norte-coreano com o uniforme Tricolor em breve.
      rsrs

  15. O Vasco ferrado trouxe um LD decente e um volante velho, mas que com certeza é melhor do que o que temos no elenco…Fagner e Guiñazu…e o São Paulo trouxe o Paulo Miranda de volta…

  16. Com a confirmaçao do time com Douglas, RCaio e Denilson, substituiçao cantada pro segundo tempo é a entrada do Fabricio no lugar do Douglas, RCaio na LD. Aloisio entrará de qualquer jeito, no lugar de quem, dependerá do jogo antes do Fabricio. Aí sai Jadson, pelo tema físico. Vou desligar a minha bola de cristal antes que me conte o resultado.

  17. E lá vamos nos com Denilson como titular…deee nooovooo….meu Deus do ceu…o “Oberdan” desse cara deve ser muito bom, pq não vejo outra explicação logica…Até quando????

  18. Kalef João Francisco ‏@kalef_spfc 50m
    Pra ser dirigente de futebol não é preciso ser formado em Harvard e nem na Sorbonne, TEM QUE SER É DO RAMO MESMO !!!

    • A posiçao oficial da diretoria é que nao vem ninguém de fora. Nao sei se sao mentirosos ou trapalhoes, mas quando anunciaram a cereja, nao cumpriram. Nem com bola de cristal. Mas aquela pontinha de fé sempre está. No programa do Eduardo Affonso na radio Capital, falaram que o tricolor tá indo pra cima do Sócoco. Sadismo puro.

      • Infelizmente, acho que o Wellington perdeu toda a moral que tinha com a torcida depois de ter comido grama com o dentuço. Igual a essa só aquele chega pra lá do Imperador no Roger do flu naquele fatídico 3×1.

      • A diretoria tenta desviar o foco com argumentos falsos de que o time é bom,ou de que não faz loucuras, para mascarar a realidade de que o São Paulo está sem dinheiro para contratações de peso. Toda receita já foi comprometida para saldar o aumento exponencial dos empréstimos do clube, feitos para bancar uma estrutura cara e,principalmente, um elenco que custou uma fortuna pelo baixo retorno que trouxe com a falta de resultados dentro do campo.

  19. Paulo, seu paralelo com Hiroshima foi sensacional. Parabéns!!!! Momentos como estes realmente devem ser eternizados para que nunca mais. NUNCA MAIS o SPFC passe por isso. Ditadores devem ser expurgados mas seus atos devem ser lembrados perpetuamente para que as gerações futuras não permitam que a história se repita mais uma vez.

    • Caco, os japoneses deram uma valiosa contribuição ao mundo nos mostrando como tratar os flagelos: não jogá-los debaixo do tapete para que ao olhar para eles lembremos do que não fazer.

      Obviamente, as diferenças são monumentais, mas mesmo em menor escala de importância, é possível compreender o ensinamento.

      Obrigado pelo comentário!

      Abraço.

  20. Paulo Martins! Parabéns pelo seu artigo ou crônica.
    Parece poesia de um torcedor São paulino.
    Interessante seria ouvir sua opinião e tradução dos sentimentos de um torcedor de outros times de futebol. Só uma pergunta, por trivial que seja: quem é o “Velho Jack”? Wisky??kk

    • Dene, meu cunhado, agradeço a sua participação aqui. Veja só, um palmeirense frequentando este espaço!

      Obrigado pelas palavras! Sim, o velho Jack é exatamente esse. É o meu amigo de 12 anos (hehehe). Claro, amigo distante, que quase não aparece, como você sabe.

      Bacana a sua sugestão, só não saberia como colocá-la em prática!

      Abraços e volte sempre!

  21. Como em todas as últimas janelas o nome dele foi especulado e nessa nada se falou, acho que agora vem de surpresa: nosso reforço pra zaga será COATES!!!

  22. Sccoco confirmado no Inter.
    Twitter Oficial:
    Ignacio Scocco ‏@ScoccoIgnacio 33 min
    Feliz x ir para #Internacional,por confie em mim e agradeço a compreensão do #Newells q meu objetivo.

  23. Era por volta das 20h30 desta sexta-feira quando estaquei à frente do portão de casa. Entrei, guardei a blusa e joguei os sapatos em algum canto da sala – passar o período de férias há alguns quilômetros de sua mãe lhe permite bagunçar um pouco. E se tiver sorte, o irmão dela não irá dedurar você.

    À base de manivela, liguei meu notebook Kelow (ainda existem computadores dessa marca?). Com seus seis anos, ele chegou do conserto há alguns dias, mas sua saúde é instável. Vaso ruim ou panela velha, não importa.
    Ao logar em minha conta no Facebook, visualizei uma atualização na qual fui marcado e também na qual estava a notícia de que as virtudes jornalísticas do meu tio-padrinho ganharam um novo espaço no âmbito virtual.

    Paulo Martins, meu amigo, irmão, tio, padrinho, escriba e baterista nas horas vagas, seu mais novo título neste blog é simples e dignamente honra ao mérito. Estou além da suspeita ao rasgar elogios a seus textos “analítico-literários”. Sendo assim, cabe parabenizá-lo por esta nova empreitada. Sucesso! Que seus textos possam encher os olhos de todos os leitores deste Blog, o do “mais lindo São Paulo Futebol Clube de todo o planeta”.

    Vida longa e próspera, PM!

  24. Acabou!

    A janela fechou e Juvenal viu o bonde passar!

    Pra quem tem fé use e muito..porque ou PA é mágico e fará disso que temos hoje um time…ou até Dezembro será esse ganhe e perde…e contas muitas contas pra saber onde podemos terminar o Brasileiro!

Deixe uma resposta